por Nathalia Marangoni em 31 de Agosto, 2017
8 min read

O Parque Nacional Kruger, ou apenas Kruger Park, é uma reserva natural situada nas províncias de Limpopo e Mpumalanga na África do Sul, sendo considerada o 7º maior parque nacional da África e um dos destinos mais aclamados de safári do mundo, por presentear seus visitantes com grandes possibilidades de avistar os celebrados “Big 5” (leão, leopardo, rinoceronte, elefante e búfalo), além de abrigar mais de 500 espécies de pássaros e cerca de 150 espécies de mamíferos.

Batizado com o nome de Stephanus Johannes Paul Kruger – que entre 1883 e 1900 foi presidente da então República Sul-Africana ou república de Transvaal –, o parque abriu suas portas de forma modesta em 1927, permitindo a entrada de apenas 3 carros por vez em suas imediações. Nos dias de hoje, a história é bem diferente: entre 2014 e 2015, por exemplo, o parque que abrange uma área de 19,485 km² recebeu 1.659.793 de visitantes.

Junto com a Table Mountain National Park, o Kruger foi considerado, de acordo com um estudo internacional divulgado pela publicação PLOS Biology, uma das áreas protegidas mais visitadas do mundo, abocanhando a 46ª posição do ranking global e a 2ª posição na listagem de áreas protegidas africanas. E não é à toa: afinal, um parque tão diverso que oferece algumas das acomodações de safári mais sofisticadas do mundo, merece estar na “must-do list” dos viajantes mais audaciosos!

Caso você esteja planejando uma aventura de safári no Kruger, não deixe de entrar em contato com nossos consultores e ler as perguntas mais frequentes sobre o parque que respondemos abaixo:

Qual a melhor época para visitar o Kruger Park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

No Kruger, não tem tempo ruim! Para nossa sorte, é um destino que pode ser desfrutado durante o ano todo e o período de sua visita deve depender inteiramente do que exatamente você deseja encontrar por lá. Os meses de verão são quentes e chuvosos, ideais para a observação de pássaros. Pode ser um pouco mais difícil de ver os animais durante este período, por conta da densa folhagem, mas muitas hospedagens contam com os serviços de um tracker – ou rastreador – para fazer o trabalho para você. Além disso, muitos animais nascem no verão, o que significa que você verá adoráveis criaturas recém-nascidas cambaleando pelo parque.

No inverno, as temperaturas caem pela manhã e noite, mas os dias permanecem temperados. Esta é também a estação seca, o que significa que a folhagem já deve ter diminuído e a água está mais escassa, incentivando a vida selvagem do Kruger a buscar por mais fontes de água, resultando em excelentes oportunidades de visualização.

As mudanças de estação também são ótimas para a observação de animais. O outono traz a diminuição da vegetação verde, enquanto a estação rutting começa e tempestades de trovão se tornam frequentes – uma experiência certamente eletrizante na mata. A primavera é, muitas vezes, o ápice da estação seca, garantindo excelente visibilidade de animais durante o safári.

É possível dirigir por conta própria no Kruger Park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

Self-drive no Kruger Park

Tecnicamente, sim, você pode! O Kruger tem áreas públicas que permitem que os visitantes paguem uma taxa de entrada e dirijam por conta própria em uma aventura de safári “faça você mesmo”, no entanto, nós não recomendaríamos a experiência, devido ao tamanho imenso do parque.

Os viajantes terão uma experiência muito mais gratificante se realizarem seu safári nas áreas privadas do parque, onde o número de veículos é restrito (as áreas públicas podem ficar muito lotadas quando animais são avistados) e você pode contar com um ranger experiente e com grande conhecimento sobre a área e a vida selvagem. Algumas de nossas reservas e concessões privadas favoritas incluem Sabi Sand, Timbavati e Lion Sands.

É possível levar crianças em um safári no Kruger park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

Safári a pé para crianças no Honeyguide Khoka Moya Camp

Não é recomendável que crianças muito pequenas façam safári, mas existem inúmeras hospedagens kid-friendly no Kruger com programas de entretenimento e safári voltados para crianças mais velhas. Em alguns casos, recomenda-se que as famílias com crianças reservem um veículo privado para conduzir. Algumas das nossas hospedagens de safári favoritas neste sentido incluem Londolozi, Singita Castleton Camp, Honeyguide Khoka Moya Camp e Ulusaba Rock Lodge.

Por que alguns dos lodges no Kruger Park são tão caros?

É importante notar que o preço final da sua acomodação não inclui apenas todas as suas refeições e bebidas, mas também seus safáris realizados duas vezes por dia com um ranger especialista e outros complementos, como high teas – refeições realizadas no final da tarde ou começo da noite, que consistem de um prato cozido, pão com manteiga e chá – e sundowners – drinks ao pôr do sol. Mais importante ainda, muitos destes lodges estão situados em concessões privadas, inacessíveis ao público geral que não está hospedado na área e onde o número de veículos é baixo, garantindo uma experiência mais exclusiva e imersiva na natureza.

Qual a diferença entre o Kruger Park e suas reservas vizinhas?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

O Parque Nacional Kruger está aberto ao público mediante pagamento de taxa, sendo permitido que os visitantes dirijam por conta própria por suas imediações. Tem um horário de funcionamento e certas restrições que não encontradas nas reservas vizinhas e concessões privadas, exclusivas apenas àqueles que se hospedam dentro de seus limites.

Desprovidas de cercas e compartilhando de toda a vida selvagem do Kruger, estas reservas e concessões estão livres das multidões de turistas que se aglomeram nas partes públicas do parque. Apenas um certo número de veículos é permitido por safári e os viajantes podem ainda desfrutar de atividades adicionais, como safáris noturnos e passeios a pé pela mata. Safáris nas reservas são liderados por rangers e guias altamente qualificados que sabem exatamente onde os animais podem estar e ficam mais do que felizes em transmitir todo o seu conhecimento aos viajantes curiosos.

É necessário se prevenir contra a malária ao visitar o Kruger Park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

O Kruger está situado em uma área com risco de transmissão de malária, no entanto, se você vier preparado, pode facilmente evitar ser picado por estes insetos, que se tornam mais ativos durante os meses de verão (novembro a março). Todos os lodges situados no parque e nas reservas vizinhas são equipados com mosquiteiros e telas de proteção. Solicite a orientação de seu médico sobre quais medicamentos e em que quantidade deve levar durante a viagem. Se o risco de transmissão da malária é um fator que pode impedir sua viagem, procure por safáris em áreas livres do risco na própria África do Sul, como a Rota Jardim e a Reserva de Animais Madikwe.

Quais são as melhores hospedagens no Kruger Park?

Esta é, definitivamente, uma pergunta muito difícil de ser respondida, já que o Kruger oferece uma série de opções de hospedagens de ponta. No entanto, nós temos uma lista de favoritas, quando os quesitos são luxo, serviço, comida e experiência geral: LondoloziChitwa ChitwaLion Sands e Singita.

Que atividades podem ser realizadas no Kruger Park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

Sundowners no Ivory Lodge

Tenha seus binóculos em mãos e vista suas botas para caminhada: as atividades do Kruger englobam vida selvagem e sua configuração. Dependendo de onde você estiver hospedado, prepare-se para safáris, caminhadas na mata, jantares sob a luz das estrelas e, por que não dormir em um retiro luxuoso elevados entre árvores?

Qual tipo de roupa devo evitar usar durante um safári?

Cores claras definitivamente devem ser evitadas. Tente manter um estilo casual, confortável e neutro com calças khaki e camisetas de algodão leves. Para o código definitivo de vestimenta de safári confira nosso post sobre o que levar em um safári. (conteúdo em inglês)

Por quanto tempo devo ficar no Kruger Park?

Safári no Kruger Park: perguntas mais frequentes

Deck privativo com banheira no Londolozi Private Granite Suites

Em média, recomendamos não menos de três noites por lodge. Se você ficar por seis noites, é sábio dividir seu tempo entre duas hospedagens diferentes. Isso garante que a visualização de vida selvagem seja tão variada quanto as paisagens ao redor, aumentando as suas chances de avistar todos os membros dos “Big 5” sejam altas.

Então, qual é a próxima parada? Quais destinos devo adicionar ao meu roteiro pela África Austral?

Por que não combinar sua aventura de safári com um pouco da cidade? Ou uma maravilha natural do mundo, talvez? Nossos dois complementos favoritos (e convenientemente fáceis) são Cape Town e Victoria Falls. Aninhada entre a Table Mountain e o Oceano Atlântico, Cape Town vem enfeitiçando tanto os turistas locais quanto os estrangeiros por décadas. Enquanto isso, Victoria Falls permite que os visitantes se aproximem da “Fumaça que Troveja”, a maior queda d’água do mundo – e talvez até lhe permita um mergulho na infame “Devil’s Pool”.