por Nathalia Marangoni em 7 Setembro, 2017
5 min read

Na Rhino Africa, temos o privilégio de estar em contato constante com grandes especialistas da indústria de viagens, além de contarmos com um time de consultores extremamente competente e com grande experiência em grandes destinos de safári da África. Um deste especialistas com quem temos contato próximo é Stuart Park, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Desert & Delta Safaris, proprietária e operadora de hospedagens de ponta em Botsuana e Namíbia. Park tem uma vasta experiência na indústria, tendo atuado como especialista de viagens desde 2004 em grandes empresas pela África.

Antes de ser um especialista, ele é, sobretudo, apaixonado por viagens na Africa e vida selvagem. Por ter compartilhado tanto conhecimento conosco, decidimos dividir nossa entrevista com Park em três partes: a primeira aborda a experiência de safári em Botsuana e por que o país é um destino tão especial; a segunda, o Parque Nacional Chobe e, a terceira, o Delta do Okavango.

Na entrevista a seguir, ele compartilha um pouco sobre sua experiência pessoal no país, além de suas opiniões sobre os melhores destinos a serem explorados e o que torna uma experiência de safári realmente autêntica. Não deixe de acessar as demais entrevistas nos links localizados ao final da página.

safári no botswana

Quando você começou a trabalhar na indústria de viagens e safari?

Comecei a trabalhar na indústria de viagens em 2004 depois de concluir meus estudos em Gestão de Turismo em Cape Town.

Quais são as suas maiores paixões?

Quando criança, tive a sorte de passar muitas das minhas férias escolares no Parque Nacional Kruger com minha família. Desde muito jovem, meu pai instigou em mim uma paixão e um amor pela África e sua natureza selvagem. Conforme fui crescendo, desenvolvi um interesse em viajar e um desejo de vivenciar lugares diferentes. Meu desejo de viajar combinado ao meu amor pela mata africana culminaram meu interesse pela indústria de viagens da África, que foi onde eu coloquei o foco da minha carreira até o momento. Eu aprecio qualquer oportunidade de viajar pelo continente africano.

safári no botswana

Notamos que você também tem interesse em fotografia. Quais são os melhores destinos do Botsuana para fotógrafos como você?

Por ser  um país tão diversificado, Botsuana é destino de viagem dos sonhos para fotógrafos. Pessoalmente, adoro a região de Savute por suas intensas interações entre predadores e vida selvagem, bem como o rio Chobe, que oferece oportunidades excepcionais para fotografar elefantes. Nos últimos anos, descobri a magia do rio Boteti, que agora é um dos meus lugares favoritos para visitar. O rio Boteti proporciona o sustento da vida selvagem que habita o seco Parque Nacional Makgadikgadi Pans, o que o torna um local perfeito para fotografar animais. Trata-se também de uma parte importante da migração anual de zebras, um grande espetáculo a ser presenciado.

Botswana parece uma joia escondida entre os destinos de safári na África – o país aboliu completamente a caça de animais e seu turismo é consciente, já que costumam manter o número de visitantes deliberadamente mais baixo do que podem receber, justamente para gerenciar o impacto ambiental das excursões de safári. O que faz você tão apaixonado pelo país e sua vida e natureza selvagem?

Quando eu era jovem, meu pai sempre falava sobre o Botsuana como este magnífico, intocado e indomado destino de vida selvagem. Quando finalmente tive a oportunidade de visitá-lo, tudo o que ele falou foi condizente às minhas experiências, até os dias de hoje. O que eu mais gosto sobre o Botsuana é a sua forte ética na gestão de seus preciosos recursos de vida selvagem. Como país, reconheceram o valor na proteção do seu patrimônio natural e desenvolveram sua indústria de turismo em conformidade. Por ter passado muito tempo no Botsuana, desenvolvi um amor por sua população, que é composta por pessoas calorosas, gentis, apaixonadas e ansiosas em compartilhar seu paraíso com o mundo.

safári no botswana

Muitos lodges se autopromovem como lugares onde se pode ter uma “experiência de safari autêntica”. Na sua opinião, o que torna uma experiência de safári verdadeiramente autêntica?

Na minha opinião, um safári verdadeiramente autêntico é aquele que oferece aos viajantes a oportunidade de vivenciar a beleza e a diversidade do patrimônio natural do Botsuana, ao mesmo tempo que lhes permite se conectar e se envolver com as pessoas do país. Desta forma, os hóspedes não apenas contemplam as belas paisagens e a vida selvagem, mas também “vivem” o destino por meios das interações que têm com as pessoas que conhecem ao longo do caminho. A maioria dos lodges de safari do Botswana estão em locais remotos com acesso limitado a experiências culturais. É, portanto, as interações que eles têm com os gerentes locais e membros da equipe da hospedagem que tornam autêntica uma experiência de safári. Não consigo enfatizar suficientemente a autenticidade ou alegria que os hóspedes têm em sentar-se ao redor de uma fogueira à noite, depois de um dia de safári, desfrutando de intercâmbios culturais com a equipe que gerencia as hospedagens. Muitas vezes, essas interações entre o viajante e a equipe do lodge que as pessoas apreciam mais no final de um safári.

Qual foi a sua experiência mais memorável em uma viagem pelo Botsuana?

Esta é uma pergunta difícil, pois tive muitas experiências memoráveis. No entanto, se eu tivesse que escolher uma, provavelmente seria uma que aconteceu em Savute, quando tivemos uma matilha de cães selvagens percorrendo o lodge no início da manhã, perseguindo um pobre e solitário impala que, de alguma forma, conseguiu escapar. Mais tarde, encontramos os cães selvagens descansando não muito longe da hospedagem. Passamos a maior parte da tarde a vê-los brincar e interagir uns com os outros antes de desaparecerem para sua próxima caçada.

safári no botswana

Stuart Park é gerente de Desenvolvimento de Negócios da Desert & Delta Safaris. Confira as outras partes desta série de entrevistas clicando nos links abaixo: