por Nathalia Marangoni em 27 Setembro, 2017
7 min read

Esplendor natural, batalhas conquistadas e perdidas, vilões e heróis superando adversidades e o nascimento de uma nação. Estes são apeans alguns contos sobre a fascinante Cidade do Cabo, ou se preferir, Cape Town, e tudo o que você precisa fazer para ouvir essas histórias é dar uma curta caminhada ao longo da Milha de Museus da cidade.

Nesta área, você terá a chance de se aventurar por trás da cortina de um passado cheio de camadas e sair de lá com uma boa compreensão sobre a história de Cape Town e da África do Sul. A Cidade Mãe tem uma história rica – e às vezes trágica – e esses museus oferecem uma inestimável oportunidade de conhecer este passado.

A história é mais ou menos assim…

O primeiro capítulo é contado pelo Iziko South African Museum, que lança luz sobre a chegada do povo Khoikhoi à região que hoje é chamada de África do Sul. No museu, você saberá mais sobre suas atividades de caça, dança e pinturas em rochas.

O tempo passou e, em 1652, os europeus chegaram, plantaram uma horta para abastecer os navios holandeses que estavam de passagem, a caminho para a Índia, construíram um castelo e estabeleceram uma sociedade escravista. Os holandeses foram os primeiros colonizadores da região, mas não demorou muito para que o olhar do império britânico fosse lançado à região. Quando chegaram aqui, produziram uma série de estragos.

Eles travaram batalhas com os holandeses, os Xhosas, os Zulus e, finalmente, o maior conflito, com os colonizadores afrikaans na guerra Anglo-Boer. O museu militar no Castelo da Boa Esperança conta cada uma dessas histórias de guerra. É o Slave Lodge, no entanto, que revela o passado aterrorizante da colônia de escravos do Cabo e o que a região parecia há trezentos anos, em toda a sua brutalidade.

O Slave Lodge também expõe outro capítulo obscuro da África do Sul: o apartheid. Uma exibição atual tem como foco a luta e os heróis anti-apartheid e na nova democracia subsequente, enquanto o District Six Museum explica como uma comunidade vibrante foi afetada pela Lei de Áreas de Agrupamento (Group Areas Act), que impedia o acesso de pessoas não-brancas a determinadas áreas da cidade.

Isso nos leva aos dias de hoje e, para a iluminação de nossa sociedade atual, entramos na National Gallery, onde artistas, escultores e fotógrafos interpretam nossa sociedade através de itens artísticos únicos, curiosos e, às vezes, polêmicos.

museus em cape town

Estes cinco museus estão a menos de 1 km de distância um do outro, uma ótima oportunidade de percorrer a cidade a pé e interagir com seu vibrante estilo de vida.  Em sua caminhada, você passará pela horta mais antiga do mundo, Company’s Garden, que tem uma seção que permanece exatamente como era no período de sua criação a horta foi criado em 1652 por Jan van Riebeeck com o objetivo de fornecer um terreno fértil para o cultivo de produtos frescos para o reabastecimento de navios passando pelo Cabo.

Você pode parar para alimentar os esquilos, pegar um pouco de sol em um banco e talvez contemplar o futuro sul-africano depois de olhar para o seu passado. É o que esses museus têm o poder de fazer. Eles nos dizem onde estivemos e, talvez, apenas um pouco, nos ajudam a descobrir para onde estamos indo.

Como a escritora Lois Lowry escreveu: “É por isso que temos o museu, para nos lembrar de como chegamos e por quê: para começar de novo e iniciar um novo lugar a partir do que aprendemos e carregamos do que é antigo”.

Iziko South African Museum

museus em cape town

Com uma vista majestosa para o Company’s Garden, o South African Museum é lar de mais de 1,5 milhão de itens de importância cultural e científica, que vão de fósseis e ferramentas da Idade da Pedra até uma exposição de dinossauros. Adultos podem se sentir como crianças em seus corredores, caminhando pelas exposições sobre répteis, pássaros, mamíferos, Maravilhas da Natureza e o mundo oceânico. Esqueletos gigantes de baleias, leões taxidermizados e a história de Darwin no Cabo são atrações de destaque. Passeio ideal para mentes inquisitivas.

Horário de funcionamento: Diariamente, das 10h às 17h
Preço: Adultos R30, Crianças R15

National Gallery

museus em cape town

Principal museu de arte da África do Sul, National Gallery abriga excelentes coleções de arte sul-africana, africana, britânica, francesa, holandesa e flamenga. As peças expostas mudam regularmente e oferecem um programa completo de exposições temporárias de pinturas, trabalhos em papel, fotografia, escultura, bordado de pérolas, itens têxteis e arquitetura. Elas evocam uma sobre a extraordinária gama de produção estética do país, do continente africano e outros lugares do mundo.

Horário de funcionamento: Diariamente, das 10h às 17h
Preço: Adultos R30, Crianças R15

Iziko Slave Lodge

museus em cape town

O Iziko Slave Lodge é um multifacetado museu: assustador na mesma medida em que é fascinante. O prédio é o alojamento original de escravos do século 18, onde 1.000 homens e mulheres costumavam dormir. Mais tarde, tornou-se o primeiro Supremo Tribunal e, em 1966, o Museu de História Cultural da África do Sul. Ainda traz algumas relíquias do museu anterior – como uma exibição egípcia, armas antigas, itens de prata -, mas é a história dos escravos e sua exposição atual Singing Freedom: Music and the Struggle for Freedom in South Africa que realmente captura a nossa imaginação e são boas razões para visitar o museu. No pátio, estão as lápides dos famosos sul-africanos, Thomas Bain e Jan van Riebeeck.

Horário de funcionamento: Segundas a sábados, das 10h às 17h
Preço: Adultos R30, Crianças R15

Castle of Good Hope

museus em cape town

O Castle of Good Hope, concluído em 1679, é o edifício mais antigo do país e tem histórias de fantasmas para provar isso. Ao longo dos séculos, seis bandeiras diferentes foram hasteadas sobre o castelo, no entanto, durante todo esse tempo, nenhum tiro foi disparado para isto ou por isto. Existem, no entanto, câmaras de tortura e o Donkergat que aludem a sua história mais sinistra.

A taxa de entrada permite o acesso gratuito ao Castle Military Museum e o William Fehr Collection, que inclui pinturas históricas e mobiliário de época. No Military Museum, é possível conhecer a história militar e política de Cape Town. Descubra fatos, artefatos e exposições dos séculos XVI a XIX, que exibem as guerras históricas do país e a conexão militar com os portugueses, Khoi, holandeses e ingleses.

Horário de funcionamento: Segundas a domingos, das 9h às 16h
Preço: Adultos R30, Crianças R15 (inclui visita guiada opcional gratuíta às 11:00, 12:00 e 14:00)

District Six Museum

museus em cape town

O District Six foi um bairro portuário habitado por uma comunidade etnica e culturalmente diversificada. Em 11 de fevereiro de 1966, o governo declarou a região como uma área exclusiva de brancos, tendo como pretexto a Lei das Áreas de Agrupamento. Nos anos seguintes, os moradores foram removidos à força e o bairro foi “achatado”. O District Six Museum serve como uma forma de lembrança do que a comunidade foi. Os antigos residentes contam suas histórias em visitas guiadas que adicionam um toque especial à experiência. Em 1995, os antigos residentes tiveram uma exposição de seu antigo bairro e o que era para ser uma mostra de 2 semanas dura agora 22 anos.

Horário de funcionamento: Segundas a sábados, das 9h às 16h
Preço: R30 por pessoa (visitas auto-guiadas), R55 por pessoa (com um ex-residente / guia)