por Nathalia Marangoni em 1 de Fevereiro, 2018
6 min read

Grande potência turística aclamada por suas praias e montanhas, a Cidade do Cabo viveu em 2018 uma das piores secas de sua história, resultado de três anos de níveis baixos de precipitação. Como consequência, a Prefeitura da Cidade do Cabo implementou uma série de restrições de consumo de água a fim de contornar a situação até que as estações de chuva tragam alívio ao problema.

Também foi estipulado um “Dia Zero”, quando as torneiras da cidade deixariam de funcionar, inicialmente previsto para abril e agora não mais considerado uma ameaça. Certamente, uma boa notícia para viajantes que desejam visitar a Cidade Mãe em 2019 e conhecer todos os seus encantos.

Atualização: 4 de Dezembro de 2018
Os níveis de água em nossas represas subiram para impressionantes 70,3%, um número muito acima dos 20% anunciados no começo do ano. E isso é mais do que motivo para celebrar: quando a escassez de água atingiu a “Cidade Mãe” da África do Sul no início deste ano, moradores, donos de empresas, agricultores e a indústria do turismo deram as mão para economizar água e afastar a ameaça do de um temido “Dia Zero”. Depois das chuvas recebidas durante o inverno e o anúncio de que não haverá “Dia Zero” no ano que vem, a Cidade do Cabo está de volta ao mapa e você pode, tranquilamente, desfrutar do que a cidade tem de melhor neste verão e durante todo o ano de 2019. Clique aqui para acompanhar as atualizações sobre as represas da cidade.

O post a seguir foi publicado no início de 2018, quando a cidade ainda estava sob a ameaça do “Dia Zero”:

Confira a seguir respostas para perguntas frequentes sobre a seca na Cidade do Cabo.

Que região está sendo afetada pela seca?

As restriçoes atuais só se aplicam à região da Cidade do Cabo, que se encontra na ponta mais austral da África. Embora seja uma cidade deslumbrante —não é à toa que é onde mantemos nosso escritório sede— e uma grande potência turística, é apenas um dos muitos destinos incríveis da África e da África do Sul.

Mapa da África com a região metropolitana afetada pela seca no Cabo Ocidental em destaque

A Cidade do Cabo está situada na província do Cabo Ocidental, na África do Sul

O que a seca na Cidade do Cabo representa para os visitantes da África do Sul?

Vida selvagem e natureza inspiram tudo o que fazemos aqui na Rhino Africa e há muito mais a ver no país que não está afetado pela seca. A Cidade do Cabo geralmente forma apenas uma parte de uma viagem à África do Sul, em vez de todo o itinerário. Das Vinhas do Cabo ao Kruger, da Rota das Baleias à Rota Jardim, chegando às reservas de animais livres de malária do Cabo Oriental, há muito o que ver e fazer na Rainbow Nation!

Um mapa do Cabo Ocidental da África do Sul, onde as regiões afetadas pela crise hídrica na Cidade do Cabo são identificadas

As medidas restritivas de consumo de água só afetam a região metropolitana da Cidade do Cabo

O que a seca da Cidade do Cabo significa para visitantes da área?

A Cidade do Cabo esteve em direção ao “Dia Zero”, data em que o abastecimento municipal de água seria formalmente interrompido na cidade. Devido aos esforços em massa de economia de água dos cidadãos e do setor de agrícola e graças à ocorrência de algumas precipitações, o “Dia Zero” foi adiado para 2019. Embora seja um motivo para celebração, as Restrições de Água Nível 6B seguirão em voga para manter o “Dia Zero” o mais longe possível. A Prefeitura da Cidade do Cabo também está trabalhando em perfuração de aquíferos e a construção de plantas de dessalinização e reciclagem de água, a fim de reduzir ainda mais o consumo do recurso.

Um mapa da África mostrando as regiões afetadas pela crise hídrica

As medidas restritivas de consumo de água só afetam a região metropolitana da Cidade do Cabo

Para os turistas que visitam a Cidade do Cabo, isso significa que nossas portas estão abertas para recebê-los; apenas pedimos que sejam conscientes a respeito de seu consumo de água enquanto desfrutam de sua viagem. Ainda que o “Dia Zero”, ele ainda é uma possibilidade caso não continuemos a economizar água.

Perguntas frequentes

O que significa “Dia Zero”?

“Dia Zero” é um termo usado para descrever a data em que a Prefeitura da Cidade do Cabo interromperá o fluxo regular de água. A projeção da data depende de fatores como o nível de consumo de água, dos níveis das represas e das chuvas nas áreas de captação. Mesmo após o “Dia Zero”, visiantantes da região ainda poderão desfrutar das diversas experiências de renome mundial que a cidade tem a oferecer.

Se o Dia Zero chegar, por quanto tempo o fluxo normal de água será interrompido?

Neste momento, não há possibilidade de prever uma data oficial, já que tudo depende de quando a estação de chuvas chegará à região, bem como da quantidade de água captada. A estação chuvosa costuma acontecer a partir do início de abril até o mês de junho.

Quão generalizada é a seca na África do Sul?

A seca e suas subsequentes restrições de água são amplamente resumidas à Cidade do Csbo e suas proximidades. O resto do Cabo Ocidental está tentando reduzir o consumo para remover uma certa tensão sobre os recursos hídros, mas não estão sobre restrição.

Caso eu visite a Cidade do Cabo, haverá água?

Embora severamente racionado, haverá provisão suficiente para as necessidades diárias básicas, como beber água, usar o banheiro e outras formas básicas de higiene.

Turistas poderão tomar banho de banheira, duchas e usar piscinas?

As diretrizes atuais sugerem duchas de no máximo 2 minutos, mas desencorajam fortemente os banhos em banheiras devido à quantidade de água necessária. Algumas piscinas ainda estão disponíveis para uso, especialmente se tiverem sido convertidas para piscinas de água salgada.

Restaurantes e bares ainda estarão em operação?

Caso o “Dia Zero” se concretize, a maioria das empresas do setor hoteleiro implementou soluções de economia de água para garantir o abastecimento de seus estabelecimentos. Alguns, inclusive, já tomaram medidas para se tornarem independentes dos suprimentos municipais.

Serviços de emergência anda funcionarão caso o “Dia Zero” aconteça?

Sim. Todos os serviços de emergência críticos estarão funcionando.

Grandes eventos ainda acontecerão?

Sim. Todos os eventos importantes foram planejados de forma a garantir uma pegada hídrica “zero” ou muito reduzida, permitindo que eles sejam realizados conforme programados.

O blog da Rhino Africa será atualizado regularmente para garantir que a informção mais recente esteja disponível para nossos viajantes. Última atualização: 9 de março de 2018