por Nathalia Marangoni em 14 de Maio, 2018
6 min read

As atrações mais visitadas da África Oriental são uma coleção de tudo o que há de mais glorioso sobre o continente; pessoas de alegria contagiante, paisagens antigas, experiências inesquecíveis e sublime vida selvagem.

Parque Naciona Mt Kilimanjaro, Tanzânia

A pitoresca savana no Quênia com o Kilimanjaro ao fundo

O majestoso Monte Kilimanjaro visto a partir da savana. Foto: Sergey Pesterev

Com a sua distinção como a montanha mais alta da África, não é nenhum mistério que o Monte Kilimanjaro atraia cerca de 35.000 alpinistas por ano. Parte do Parque Nacional do Kilimanjaro, na Tanzânia, foi reconhecida pelos World Travel Awards por três anos consecutivos (2015/6/7) como a principal atração turística da África – é também a maior montanha independente do mundo.

Com 5.895 metros, Kilimanjaro integra o grupo dos Sete Cumes (7summits em inglês); as montanhas mais altas em cada um dos sete continentes. Todos os anos milhares de viajantes realizam jornadas para conquistar este pico épico. Dois terços conseguem chegar ao seu topo e muitos retornam, incapazes de enfrentar o desafio apresentado.

  • O Monte Kilimanjaro, apelidado de Kili, é na verdade um estratovulcão – um vulcão cônico construído sobre camadas de lava e cinzas vulcânicas;
  • Kili é um vulcão adormecido composto de 3 cones vulcânicos, Shira, Kibo e Mawenzi;
  • Está posicionado a 320 km ao sul do equador;
  • Existem seis rotas oficiais até a montanha.

Reserva Nacional Maasai Mara, Quênia

Os safáris no Parque Nacional Maasai Mara são uma das razões pelas quais sta é uma das principais atrações da África Oriental

As arrebatadoras planícies de Maasai Mara

Uma área selvagem com uma infinidade de animais e pontos turísticos, a Reserva Nacional Maasai Mara é o destino de escolha para cerca de 290.000 turistas a cada ano. O que os atrai para esta região? Paisagens de savana, animais que incluem leões, chitas, elefantes e hipopótamos e, sem dúvida, a migração anual dos gnus – um evento tão grandioso que nem mesmo fotografias são capazes de capturar sua magnitude.

Os Maasai não são apenas nativos desta terra, mas também seus cuidadores

Guerreiros Maasai perto do Lago Manyara. Foto: Four Seasons Hotels and Resorts

Maasai Mara é uma área preservada no sudoeste do Quênia identificável por suas colinas, planícies e os rios Mara e Talek. Quando estiver de passagem pela região, não deixe de contemplar as aldeias (enkangs) do povo Maasai que pontilham a área, uma das experiências mais maravilhosas da África Oriental. Um safári Maasai leva visitantes a uma grande concentração de animais e infinitas oportunidades fotográficas. Batizada com o nome pelo qual seus próprios habitantes nativos a descrevem – “Mara”em Maa (língua dos Maasai) significa “manchado” ou “marcado” – a reserva possui uma aparência e paisagens diversificadas, bem como uma colcha de retalhos. Sua preservação ainda honra os antigos costumes dos Maasai e a reverência pela natureza. Para muitos visitantes, não é apenas a vida selvagem e as paisagens que os atraem para a reserva e, sim, uma experiência autêntica da África.

Parque Nacional Serengeti, Tanzânia

A população de animais selvagens do Serengeti e diversidade inigualável, razão pela qual é uma das principais atrações da África Oriental

Arco-íris ao fundo e elefantes no Serengeti. Foto: Beverley Joubert

Esta vasta área selvagem de 14,750 quilômetros quadrados de planícies de pastagem, bosques, florestas ribeirinhas e savanas, é onde quase 100 mil visitantes internacionais se reúnem a cada ano. O Parque Nacional Serengeti têm o mais antigo ecossistems do mundo e uma diversidade incomparável de fauna e flora – há uma razão pela qual a palavra “Serengeti” invoca imagens deu ma selva indomável e porque esta é uma das atrações mais conhecidas da África Oriental.

Os animais, a vegetação e as vias navegáveis do Serengeti são os mesmos de mais de um milhão de anos atrás. É também aqui que os mais antigos restos humanos foram encontrados (2 milhões de anos) pelo renomado arqueólogo Dr. Leaky. Essas planícies também são a terra ancestral dos Maasai, cujos antigos costumes ainda perduram nas comunidades da Área de Conservação de Ngorongoro.

Young maasai warrior

The glorious Maasai people
Photo credit: Softkenya

Este parque tem 500 espécies de aves que incluem pássaros-do-amor, grou-coroado-oriental, serpentário e avestruz. Enquanto isso, leões e chitas vagam pela terra e leopardos podem ser encontrados nas árvores perto do rio Seronera. Todos os anos, a migração anual – milhões de gnus, zebras e outros – marca este terreno e serve de festa aos crocodilos do rio Mara. De rebanhos de elefantes, gazelas, zebras, impalas e elandes, a região é um espetáculo para os foliões viajantes que saem com o desejo de retornar.

Floresta Impenetrável de Bwindi, Uganda

O Parque Nacional Impenetrável de Bwindi é uma das atrações mais inesquecíveis da África Oriental

Colinas enevoadas que abrigam gorilas majestosos. Foto: Centro de Turismo de Uganda

Nas colinas do Parque Nacional Impenetrável de Bwindi, encontra-se uma das mais antigas e biologicamente diversificadas florestas tropicais do continente. Datando de 250 mil anos e lar de mais de 400 gorilas de montanha, a Floresta Impenetrável Bwindi é um destino inesquecível, que só no ano passado atraiu 40 mil trekkers. O parque nacional abriga 120 mamíferos, incluindo babuínos, chimpanzés e elefantes, e 350 espécies de pássaros. Considerado um dos melhores parques da África pela CNN no ano passado, ele também é um dos Patrimônios Mundiais da UNESCO e um destino popular para lua de mel.

Ainda que seja uma das atrações preferidas na África Oriental de acordo com turistas, a floresta de Bwindi parece ainda mais popular depois de ter aparecido no no blockbuster da Marvel, o filme “Black Panther”. Imagens da área foram usadas na produção do filme, o que significa que uma visita por lá oferece um vislumbre da vida real de Wakanda. Se você gostou do filme, não deixe de ler nosso artigo “Por que Black Panther pode inspirar viagens à África”.

Gorillas in Bwindi impenetrable forest

A family of gorillas in the forest

  • Cerca de 70% dos visitantes optam por acessar a esta floresta a partir de Kigali, em Ruanda, dirigindo-se para as zonas do sul, como Rushanga, configurando-se como uma viagem mais curta que a de Entebbe ou Kampala. Alguns optam por aproveitar ao máximo esta região, visitando todas as principais atrações da África Oriental em um safari queniano, em seguida, realizando um voo curto para Kigali para uma aventura em Ruanda, e depois dirigindo até Uganda.
  • Voos charter para Bwindi estão disponíveis a partir do Aeroporto Internacional de Entebbe.

Para planejar sua viagem a essas atrações da África Oriental, entre em contato com nossos consultores de viagem.