Agosto 3

Em busca dos “Big 5” marinhos | Dyer Island Cruises

0  comments

Por Nathalia Marangoni em
Agosto 3, 2018

São 10h19 e acabamos de chegar em Gansbaai, uma pequena cidade costeira localizada na região de Overberg, na África do Sul. Popular por sua localização de prestígio em Walker Bay –  que por sua vez abriga uma densa população de vida marinha – este pequeno vilarejo de pescadores e centro turístico está a cerca de 2 horas da Cidade do Cabo e 30 minutos de Hermanus, e é por lá que tivemos a oportunidade de realizar um um safári no oceano com os “Big 5” marinhos.

Mas o que seria um “safári no oceano”? Assim como um safári terrestre, a atividade tem como objetivo levar os viajantes a conhecerem de perto animais e aves marinhas. Troque o veículo 4×4 por um barco; planícies de savana pelo oceano; animais terrestres por marinhos e o rastreador ou guia de safári por um especialista em vida marinha e pronto: você terá uma experiência tão emocionante quanto, só que neste casto, poderá avistar os “Big 5” marinhos.

Um dos maiores membros dos "Big 5" marinhos, as baleias-jubarte podem pesar entre 25 a 30 toneladas
Um dos maiores membros dos “Big 5” marinhos, as baleias-jubarte podem pesar entre 25 a 30 toneladas

E quem são eles? Compõem os “Big 5” marinhos: a baleia – durante a temporada de baleias, entre junho e novembro, é possível avistar a baleia-jubarte, a baleia-de-bryde e a baleia-franca-austral – o tubarão-branco, o golfinho, o lobo-marinho-sul-africano e o pinguim-africano. Antes de embarcamos em nosso barco, recebemos a orientação de uma especialista em vida marinha da Dyer Island Cruises, empresa que promove as atividades de safári, bem como uma série de esforços de conservação na região.

Gansbaai é uma cidade costeira onde os "Big 5" marinhos podem ser vistos e encontrados
Durante nosso safári marítimo, a água estava estável como a superfície de um espelho

Em nossa jornada, o clima e o oceano não poderiam estar mais perfeitos. O mar, tal qual um espelho, estava estável e refletia as cores do céu, como se os dois fossem apenas um organismo. Partimos do porto de Gaansbai em direção a Danger Bay, à procura das grandes celebridades do mar, as baleias.

Não demorou muito para que avistássemos três baleias-franca-austrais bastante extrovertidas. De acordo com os especialistas da Dyer Island a bordo, este seria um dos primeiros grupos a chegarem ao litoral sul-africano para acasalar. Pudemos ver dois machos e uma fêmea brincando e, de vez em quando, exibindo suas cabeças cobertas por calosidades e suas barbatanas caudais.

Característica marcante da baleia-franca-austral são suas calosidades na cabeça
Característica marcante da baleia-franca-austral são suas calosidades na cabeça

Extremamente felizes depois de uma verdadeiro show cetáceo, não sabíamos se esse avistamento poderia ser superado; até que a Marine Dynamics, empresa-irmã da Dyer Islands, nos alertou sobre uma grande oportunidade: observar tubarões-brancos!

Desnecessário dizer que foi incrivelmente emocionante observar este majestoso titã de 3 metros de comprimento através de águas translúcidas, num dia em que o sol estava particularmente irradiante. Nós saboreamos o momento antes de percorrer os arredores da Ilha Dyer para ver o fascinante pinguim-africano em seu habitat.

Tubarões-brancos são o peixe predador de maiores dimensões do planeta
Um grande tubarão-branco perfurando a superfície do oceano

Encontramos uma colônia desta espécie altamente ameaçada em um santuário de pássaros protegido que costumava abrigar 25.000 pares. Hoje, em grande parte devido à interferência humana, restam apenas 900 pares de pinguins. Isso acrescentou mais peso à visita já que, embora esforços para preservar as preciosas criaturas estejam em andamento, sua existência contínua é incerta.

A única espécie de pinguins da África, tristemente em declínio
Dyer Island Cruises está envolvida em vários esforços para preservar o pinguim africano, o membro mais ameaçado dos “Big 5” marinhos

Em contraste, a população de lobos-marinhos-do-cabo no adjacente Shark Alley é a vitrine de uma espécie próspera. Sessenta mil destas criaturas procriam nesta faixa de oceano entre Dyer Island e Geyser Rock. Estas focas são uma fonte constante de alimento para tubarões e as águas atraem uma abundância desses predadores entre maio e agosto, particularmente.

A colônia de lobos-marinhos-do-cabo perto de Gaansbai
A colônia de lobos-marinhos-do-cabo perto de Gaansbai

Não houve dúvidas de que nossa aventura foi um enorme sucesso. Fizemos nosso caminho de volta a Gansbaai – o mar, no entanto, não se mostrou satisfeito e continuou nos mostrando suas maravilhas. Em uma fração de segunda, nos vimos surpreendidos por baleias-jubarte. Conhecidas por serem bastante brincalhonas, elas fizeram um grande show de esconde-esconde marítimo, mostrando suas enormes caudas e espirrando-as dramaticamente na água. Foi o fim perfeito para um dia de maravilhas.

Baleias-jubarte são vistas em abundância nos mares do sul da África durante a época de acasalamento
Baleias-jubarte são vistas em abundância nos mares do sul da África durante a época de acasalamento

Não há como negar a emoção de uma jornada em busca dos “Big 5” marinhos, mas há, é claro, considerações éticas. É importante escolher a agência certa e garantir que seu impacto sobre essas criaturas incríveis seja positivo. Durante nosso cruzeiro, a equipe da Dyer Island Cruises garantiu a coleta de lixo e detritos que encontramos na superfície do mar para manter esse habitat o mais puro possível. Não só isso, graças a generosos patrocinadores, a empresa é capaz de realizar trabalhos de conservação através do Dyer Island Conservation Trust.

Você pode realizar uma doação para a organização após o cruzeiro ou mesmo visitar o santuário de pinguins próximo, que recebe inclusive voluntários que desejem trabalhar em projetos que incluem pesquisa, conservação, ecoturismo e muito mais. (saiba mais clicando aqui)


Se uma aventura junto os “Big 5” marinhos estiver entre seus planos durante a sua visita à África do Sul, certifique-se de entrar em contato com um de nossos consultores especializados em viagens para planejar o itinerário dos seus sonhos e incluir esta e outras atividades inesquecíveis à sua jornada.

Você também pode estar interessado nos artigos abaixo:


Tags


você pode gostar

21 lugares africanos para visitar em 2021

Sobre o autor

Nathalia Marangoni

Nascida e criada na cidade mais populosa da América Latina, São Paulo, Nathalia tinha 13 anos quando ouviu pela primeira sobre Cape Town em um programa de TV. Depois de estudar Jornalismo, ela trabalhou por alguns anos em uma ONG dedicada ao empoderamento e empreendedorismo feminino, o que lhe permitiu viajar por diferentes regiões do Brasil, entrevistando e fotografando mulheres muito fortes. A experiência levou Nathalia a se sentir confiante o suficiente para se mudar de sua cidade natal e, finalmente, ver Cape Town com seus próprios olhos: um desejo antigo que dividiu águas em sua vida.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>