por Nathalia Marangoni em 17 de Setembro, 2018
6 min read

Berço do imersivo safári a pé, playground do famoso explorador David Livingstone e lar de 20 incríveis parques nacionais… não é surpresa que a Zâmbia seja um dos redutos de safári mais intrigantes do sul da África. Prova disso é que publicações como a Forbes e a Travel+Leisure apontam o país como o destino do momento para os aficionados em vida selvagem.

Muitas vezes ofuscada por seu vizinho mais famoso, o Zimbábue – com quem compartilha a custódia das irresistíveis Cataratas Vitória – a Zâmbia está finalmente saindo da toca e mostrando sua influência a visitantes locais e estrangeiros. Leia mais a seguir para descobrir tudo o que você precisa saber sobre viajar para a Zâmbia.

Crocodilos são residentes permanentes no Parque Nacional Kafue, na Zâmbia

Crocodilos são residentes permanentes no Parque Nacional Kafue, na Zâmbia

Qual é a melhor época do ano para visitar a Zâmbia?

A Zâmbia é um país tropical que tem estações secas e chuvosas, ao invés de verões e invernos distintos. Por causa disso, decidir quando viajar para a Zâmbia depende do que você quer ver, embora a experiência de observação de animais seja geralmente boa o ano todo.

Novembro a março

Esta é a estação “esmeraldina”, na qual chuvas abundantes da estação passada contribuem para uma paisagem verdejante. Se você é um amante dos pássaros, este é um momento espetacular para avistá-los. No entanto, caso deseje ver animais selvagens, pode ser difícil vê-los com clareza em meio à vegetação.

Abril a maio

Neste perído, as Cataratas Vitória são uma imensidão de água e borrifos, o que faz com que seja um excelente momento para voar até os céus e admirá-las a bordo de um helicóptero.

Junho a outubro

As atividades de safári ocupam o centro do palco no segundo semestre do ano. Mergulhos na assustadora Piscina do Diabo, nas Cataratas Vitória, também se tornam atrações a serem consideradas pelos aventureiros de coração no período que vai de agosto e janeiro.

Qual é a maneira mais fácil de viajar para a Zâmbia?

South Luangwa é o berço do safári a pé

South Luangwa é o berço do safári a pé. Foto: Puku Ridge

Os viajantes podem voar tanto para o Aeroporto Internacional Kenneth Kaunda, na capital da Zâmbia, Lusaka, ou para o Aeroporto Internacional Harry Mwanga Nkumbula, em Livingstone. Se as Cataratas Vitória forem a sua primeira parada, você pode preferir voar direto para Livingstone, uma cidade adjacente à maravilha natural.

Quais são as principais atividades a serem realizadas na Zâmbia?

Cataratas Vitória ao pôr do sol

Cataratas Vitória ao pôr do sol. Foto: Michael Le

  • Dê um mergulho na Piscina do Diabo e veja as Cataratas Vitória, ambas encontradas no Parque Nacional Mosi-oa-Tunya
  • Faça um safári a pé no Parque Nacional South Luangwa, o berço desta atividade de safári
  • Desfrute de safáris e excursões de observação de pássaros na maior área de conservação da Zâmbia, o Parque Nacional de Kafue
  • Faça um passeio de canoa ou um cruzeiro ao pôr-do-sol no Parque Nacional do Baixo Zambeze (encontrado do outro lado do rio e da fronteira do Parque Nacional de Mana Pools, no Zimbábue)

Quais são as melhores hospedagens na Zâmbia?

Royal Chundu esbanja acomodações dignas de realeza depois de dias emocionantes de safári

Royal Chundu esbanja acomodações dignas de realeza. Foto: Royal Chundu

Sem sombra de dúvida, a cereja no bolo dos lodges de luxo na Zâmbia é o Royal Chundu, a primeira propriedade Relais & Châteaux do país encontrada a montante das Cataratas Vitória. No entanto, o país está repleto de outras opções realmente impressionantes no que tange a hospedagens de safári.

Qual é a melhor época para visitar o lado zambiano das Cataratas Vitória?

Sunset cruise

Um pôr do sol desfrutado na calmaria de um passeio de barco. Foto: Royal Chundu

Há algo a ser experienciado em qualquer época do ano na região das Cataratas Vitória. O que vai determinar o melhor período a visitá-la são seus gostos pessoais, que podem ser satisfeitos dependendo do volume d’água do rio Zambeze.

Baixo volume d’água

Se você é um viajante motivo pela emoção (e por emoção, queremos dizer “Piscina do Diabo”, uma piscina natural formada à margem das cataratas), o melhor momento para visitar a atração é entre agosto e janeiro, quando o nível de água é considerado baixo. Outras atividades de adrenalina também são oferecidas, como o rafting. Toda a amplitude e glória das Cataratas Vitória estarão em plena exibição graças à ausência de borrifos e neblina.

Alto volume d’água

O período de cheia se dá entre fevereiro e julho, quando o nível d’água do rio Zambeze aumenta em um metro. As cataratas são de tirar o fôlego nesta época do ano, sendo um espetáculo para ser visto – mas recomendamos que seja feito de longe, em um vôo de helicóptero ou ultraleve. Este também é um momento fantástico para desfrutar de uma excursão para ver o arco-íris lunar e ver as cataratas à noite sob o brilho perolado da lua cheia.

Preciso de alguma vacina ou medicação para malária quando viajar para a Zâmbia?

Arco-íris e Cataratas Vitória: um verdadeiro colírio para os olhos e a alma

Arco-íris e Cataratas Vitória: um verdadeiro colírio para os olhos e a alma

A Zâmbia é encontrada em uma área de risco de malária e, portanto, as precauções necessárias devem ser tomadas. Uma vacina contra febre amarela e um certificado também são necessários se você estiver vindo ou viajando a partir de um país com áreas endêmicas. Leia mais sobre o assunto clicando aqui.

É preciso de visto para viajar para a Zâmbia?

A maioria dos viajantes exige um visto para entrar na Zâmbia, que pode ser solicitada online. Vistos de entrada única podem ser emitidos na chegada a todos os aeroportos, mas vistos de dupla ou múltipla entrada terão que ser solicitados antes da viagem.

O KAZA UniVisa permite que os viajantes atravessem a fronteira entre a Zâmbia e o Zimbábue quantas vezes quiserem dentro de um período de 30 dias. Observe que os requisitos mudam o tempo todo e os viajantes devem verificar essas informações com a embaixada relevante.

Imagem do cabeçalho: Shumba Camp