por Nathalia Marangoni em 12 Junho, 2018
10 min read

Realizar um safári na África nos presenteia a chance de viver uma jornada transformadora: a partir da imersão na natureza, da observação de seus processos cíclicos e do contato com animais selvagens, é possível ter uma visão mais “macro” de como a vida funciona e de como estamos todos interconectados. Reservas privadas na África do Sul, mais especificamente na região do Grande Kruger, proporcionam estas experiências com o bônus adicional de uma vivência mais privativa.

Mapa do Grande Kruger

Algumas das reservas encontradas na região do Grande Kruger

Isto porque, em concessão e reservas privadas, o número de carros costuma ser menor, há maiores chances de realizar safáris noturnos ou off-road – fora da estrada – e as acomodações transbordam conforto e exclusividade. Tanto em um parque nacional quanto em uma reserva privada, a jornada de imersão e transformação são as mesmas, mas você pode querer um pouco mais de isolamento para vivenciá-la com profundidade e personalização.

Pensando nisso, compilamos algumas concessões e reservas privadas na África do Sul que podem oferecer a dose certa de exclusividade, contemplação da vida selvagem, requinte e serenidade.

1. Sabi Sand

Leões descansam na Reserva Sabi Sand, uma das reservas privadas da África do Sul

Leões descansam na Reserva Sabi Sand

A Reserva Sabi Sand costuma ser considerada o “Rolls Royce” das reservas sul-africanas. Tamanho prestígio não é à toa: a reserva compartilha uma fronteira sem cercas de 50 km com o Parque Nacional Kruger  – o que significa que os animais circulam livremente entre o aclamado parque e a reserva – esbanja 65,000 hectares de mata selvagem e algumas das hospedagens de safári mais luxuosas do sul da África.

Veículo de safári durante pôr do sol em Silvan Safari Lodge, na Reserva Sabi Sand, África do Sul

Veículo de safári durante pôr do sol em Silvan Safari Lodge, na Reserva Sabi Sand

Além do compartilhamento de uma fronteira, Sabi Sand nutre uma colaboração estreita com os esforços de conservação do Kruger, o que potencializa uma experiência da vida selvagem bastante diversificada. Por meio de safáris a pé e em veículos 4×4, você poderá observar os “Big 5” – leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte – e ter a oportunidade de ver algumas das mais de 145 espécies de mamíferos, 500 espécies de pássaros, 30 espécies de anfíbios, 100 espécies de répteis e 45 espécies de peixes. Há ainda mais de 330 espécies de árvores.

Suíte Knobthorn, Silvan Safari, Reserva Sabi Sand

Suíte Knobthorn: uma das acomodação de Silvan Safari Lodge, na Reserva Sabi Sand

Destaques da experiência Sabi Sand ficam por conta das já citadas hospedagens de luxo – como Silvan Safari Lodge, Chitwa Chitwa e Londolozi, que oferecem acomodações banhadas em arte, conforto e requinte, bem como serviços únicos – amplas chances de observar, de perto, grandes felinos como chitas e leopardos e uma ótima infraestrutura de transporte, o que significa que a reserva é facilmente acessível.

Preço mínimo em Sabi Sand: 3.500 rands sul-africanos por pessoa por noite em quarto compartilhado

2. Timbavati

Elefante caminhando com céu dramático como pano de fundo

Elefante caminhando com céu dramático como pano de fundo. Foto: Motswari Game Lodge

Assim como a Sabi Sand, a Reserva Timbavati compartilha uma fronteira com o Kruger, beneficiando-se da liberdade com que os animais se movimentam entre as regiões. Cobrindo uma área de mais de 68,000 hectares de savana, a reserva abriga mais de 40 espécies de mamíferos, 350 tipos de pássaros e é aclamado por esbanjar uma variedades de aves de rapina e os misteriosos leões brancos.

O luxuoso bar de King's Camp na Reserva Privada Timbavati

O luxuoso bar de King’s Camp. Foto: Timbavati Nature Reserve

Suas hospedagens oferecem acomodações para diferentes tipos de viajante – famílias, grupos de amigos, casais em lua de mel – sob as mais diversas formas: de lodges ao estilo colonial e acampamentos de luxo a tradicionais chalés com telhado de colmo. Atividades na região incluem safáris diurnos e vespertinos, caminhadas na mata, observação de pássaros e safáris noturnos a pé na companhia de um guia experiente. Viajantes com gosto pela arte podem se divertir em safáris artísticos em King’s Camp com o artista Warren Cary.

Preço mínimo em Timbavati: 5.650 rands sul-africanos por pessoa por noite

3. Manyeleti

Jantares ao redor da fogueira são imperdíveis durante sua viagem de safári

Desfrute de jantares ao redor da fogueira em um dos lodges de Manyeleti

Em Shangaan, Manyeleti significa “lugar das estrelas”. Situada entre as Reservas Timbavati e Sabi Sand e também compartilhando fronteiras com o Kruger, a reserva conta com apenas três lodges, o que garante ainda mais exclusividade aos seus hóspedes em uma área prístina de 23,000 hectares.

Safári para crianças na Reserva Manyeleti, na região do Grande Kruger

Safári para crianças na Reserva Manyeleti

Um ponto forte da reserva são as atividades promovidas especialmente para crianças do Honeyguide Moya Camp, que falamos a respeito em nosso artigo sobre safári para crianças. Hóspedes podem solicitar os serviços de babá, caso estejam acompanhados de crianças menores, e os viajantes mirins podem embarcar em uma série de atividades lúdicas, que vão desde a caminhadas guiadas a oficinas de desenho, leitura e preparação de biscoitos, seguindo a temática “safári”. Assim como as reservas supracitadas, Manyeleti abriga os “Big 5” e revela-se como um verdadeiro paraíso para amantes de pássaros, contando com mais de 300 espécies diferentes de aves.

Preço mínimo em Manyeleti: 4.100 rands sul-africanos por pessoa por noite durante a baixa temporada

4. Thornybush

Chitas olham diretamente para a câmera durante safári na Reserva Thornybush

Chitas olham diretamente para a câmera durante safári na Reserva Thornybush

Cobrindo uma área de 14,000 hectares, a Reserva Thornybush foi fundada como uma fazenda privada, compartilhando fronteira com a Reserva Timbavati, antes de ser convertida em uma reserva de animais. Em 2017, a reserva foi anexa à região do Grande Kruger graças à remoção de sua cerca na fronteira leste com a Timbavati. Ainda que a reserva já oferecesse grandes experiências de safári, a remoção das cercas traz implicações positivas, tanto para viajantes, quanto para a vida selvagem local.

Veículo de safári encontra manada de búfalos na Reserva Thornybush

Veículo de safári encontra manada de búfalos na Reserva Thornybush

O diretor geral da reserva, Nic Griffin, afirma que além de impulsionar e sustentar o meio ambiente através da livre circulação de animais através de maiores extensões de terra, a iniciatva incentiva o ecoturismo e o crescimento econômico da região e promove o envolvimento das comunidades locais. Thornybush abriga 11 lodges – todos com serviços exclusivos, acomodações de luxo e uma atmosfera de conforto e intimidade – e está a cerca de 6 horas de carro de Joanesburgo.

Preço mínimo em Thornybush: a partir de 5, 314.00 rands sul-africanos por pessoa por noite

5. Klaserie

Leopardo sacia a sede na Reserva Klaserie

Leopardo sacia a sede na Reserva Klaserie

Assim como Thornybush, a Reserva Klaserie também teve suas cercas derrubadas em um passado mais distante, mais precisamente em 1993, permitindo uma maior movimentação de animais entre o Parque Nacional Kruger e outras reservas privadas (como Timbavati, Balule e Umbabat). Nossos especialistas em viagens costumam recomendar a reserva para viajantes que desejem uma experiência longe das multidões e mais selvagem  já que os animais estão menos acostumados com os veículos de safári do que em outras concessões privadas.

Zebras enfileiradas na Reserva Klaserie

Zebras enfileiradas na Reserva Klaserie

Um dos destaques de uma estadia em Klaserie e é a possibilidade de observar uma ampla diversidade de espécies de aves. Uma delas é o calau-terrestre-do-sul, considerada um ícone da conservação das savanas sul-africanas. Durante o século XX, seu alcance e tamanho populacional diminuíram em cerca de dois terços, o que motivou a criação da Southern Ground Hornbill Initiative em Klaserie, um instituto que busca monitorar estas espécies, ganhar entendimento de suas possibilidades de sobrevivência e reprodução e promover programas de reintrodução da espécie (hoje, existem apenas 3,000 calaus-terrestres-do-sul na região do sul da África).

Café da manhã servido pelo lodge Klasere Sands River Camp durante atividade de safári

Café da manhã dos campeões durante safári na Reserva Klaserie

As hospedagens situadas na reserva, que ocupa uma área de 60,000 hectares, possuem os mesmos padrões de qualidade das demais hospedagens encontradas nas áreas adjacentes ao Kruger, oferecendo diferentes serviços e comodidades e apresentando-se sob diferentes formas, como lodges e acampamentos mais rústcos ambientalmente amigáveis. Por dividir fronteiras com Timbavati, a reserva também recebe a visita de leões brancos.

Preço mínimo em Klaserie: 5.865rands sul-africanos por pessoa por noite em quarto compartilhado

6. Balule

Safári em balão de ar quente na Reserva Balule, Grande Kruger

Que tal explorar a Reserva Balule a bordo de um balão de ar quente? O Baluleni Safari Lodge promove esta atividade e muito mais.

Com alguns de seus lodges situados às margens do rio Olifants, a Reserva Balule oferece incríveis avistamentos de animais e aves e consiste em uma área de 40,000 hectares com um habitat diversificado de floresta montanhosa, floresta ribeirinha e savana arborizada. Na região, além de safáris a pé e em veículos 4×4, é possível passear a cavalo ou a bordo de um balão de ar quente, fazer visitas culturais às vilas próximas e excursões a centros de proteção de animais, como o Khamai Reptile Park.

Membros da Black Mamba Unit em uniformes camuflados caminham

Black Mamba Unit é um grupo de mulheres que patrulha e monitora os rinocerontes da Reserva Balule, identifica e destrói acampamentos de caçadores furtivo e retira animais de armadilhas. Foto: Lee-Ann Olwage

Balule é também uma reserva pioneira no que diz respeito aos esforços anti caça furtiva de rinocerontes, sendo hoje protegida pela Black Mamba Unit, um grupo composto majoritariamente por mulheres da comunidade local que receberam treinamento para patrulhar a região de 52,000 hectares e proteger os rinocerontes da região de possíveis caçadores furtivos. Entre 2013 e 2016, os esforços da unidade reduziram em 75 por cento os incidentes de caça furtiva na reserva. Para saber mais sobre Black Mamba, leia nosso artigo: Black Mamba Unit: mulheres pela conservação de rinocerontes

Preço mínimo em Balule: a partir de 3,500 rands sul-africanos por pessoa por noite (pensão completa e atividades)

7. Kapama

Elefante visita instalações do Centro de Bem-Estar Kapama

Não é incomum receber a visita de elefantes no Centro de Bem-Estar Kapama, em inglês Kapama Wellness Center

Por último, mas não menos interessante, está a Reserva Kapama, uma área de 13,000 hectares composta por um misto de de floresta aberta e ribeirinha. Safáris em balão de ar quente e a possibilidade de dormir ao ar livre, sob a luz das estrelas, estão entre algumas das atividades exclusivas da região.

Casal realiza tratamento a dois no Centro de Bem-Esta Kapama

Casal realiza tratamento a dois no Centro de Bem-Esta Kapama

Aninhado entre o vale do rio Blyde e o majestoso Kruger, a reserva conta com lodges que, com charme e excelência, combinam minimalismo, conforto e materiais naturais. O Centro de Bem-Estar Kapama é um destaque de uma estadia na reserva. Situado dentro do Kapama River Lodge, o centro oferece tratamentos diversos em meio a uma atmosfera serena. Casais podem desfrutar de tratamentos a dois, enquanto observam um charco que costuma ser frequentado por elefantres e outros animais.

Preço mínimo em Kapama: a partir de 4.690 rands sul-africanos por pessoa por noite (quarto compartilhado)


Gostou das nossas recomendações? Consulte nossos especialistas em viagens e comece a tirar sua viagem africana dos sonhos do papel.

Artigos que podem ser de seu interesse: