por Nathalia Marangoni em 20 de Julho, 2017
10 min read

História e passado político fascinantes; ricas e multifacetadas culturas; paisagens icônicas; vida selvagem diversa; narrativas de superação e união… estes são alguns dos aspectos que despertam o interesse e motivam cineastas hollywoodianos a produzirem obras cinematográficas que celebram o continente africano ou usam de suas terras para criar cenários arrebatadores. Não é à toa que há uma ampla variedade de filmes passados na África englobam as mais diferentes categorias: documentário, drama, comédia, romance, guerra e até desenho animado!

Para tornar as coisas mais fáceis para você, compilamos uma série de obras imperdíveis filmadas no continente para inspirá-lo a uma sessão de filmes ou, quem sabe, uma viagem inesquecível para cá! Prepare a pipoca, a sessão vai começar!

Mad Max: Estrada da fúria

As cores da Namíbia, marcadas em cada paisagem

As cores da Namíbia, marcadas em cada paisagem. Foto: Moïra Leyder

“Mad Max: Estrada da fúria” é ambientado em um mundo inóspito e pós-apocalíptico, então faz sentido que ele tenha sido filmado em um deserto. Mas aqui está a parte engraçada: quando o filme começaria a ser gravado, a princípio na Austrália, o sertão do país ficou repleto de flores após chuvas inesperadas, o que obrigou a equipe de produção a voar para o lendário deserto do Namibe, na Namíbia. A única mudança realizada durante a pós-produção no que se refere à beleza natural do país foi a coloração da areia, que tornou-se um pouco mais amarelada. Ainda assim, o filme foi abençoado por paisagens assustadoramente bonitas, não é verdade?

2015 | Ação, aventura, ficção científica | Dirigido por George Miller, com Tom Hardy e Charlize Theron

District 9

Uma captura de imagem do filme "District 9" com o horizonte de Joanesburgo invadido por uma nave espacial

Uma captura de imagem do filme “District 9” com o horizonte de Joanesburgo invadido por uma nave espacial. Crédito da imagem: Blu-ray.com

Este filme deixou os sul-africanos orgulhosos com a conquista de sete prêmios BAFTA e quatro Oscars. Filmado em Joanesburgo e Soweto, a história é inspirada no Apartheid da África do Sul, mas com um toque de ficção científica. Cenas dos assentamentos informais no filme são casas reais que foram previamente evacuadas. “District 9” certamente dá aos espectadores uma visão próxima das cidades de Gauteng – exceto, é claro, por uma enorme espaçonave no horizonte.

2009 | Ficção científica | Dirigido por Neil Blomkamp, ​​com Sharlto Copley e Jason Cope

A montanha dos gorilas

Em Ruanda, uma das maiores atividades turísticas é rastrear gorilas-das-montanhas por florestas.

Em Ruanda, uma das maiores atividades turísticas é rastrear gorilas-das-montanhas por florestas

Este filme é uma adaptação da história de Dian Fossey, antropóloga americana que dedicou sua vida à defesa e preservação dos gorilas da montanha em Ruanda e na República Democrática do Congo. Ela foi assassinada em 26 de dezembro de 1985 em circunstâncias ainda misteriosas. Ainda que seu fim tenha sido trágico, Fossey deixou um legado de inovações no que se refere à pesquisa e conservação de gorilas; seu trabalho continua a orientar e inspirar pesquisadores até os dias de hoje.

1988 | Drama, filme biográfico | Dirigido por Michael Apted, estrelado por Sigourney Weaver

A sombra e a escuridão

Os icônicos leões sem juba de Tsavo. Foto: Richard Rhee

Os icônicos leões sem juba de Tsavo, descendentes de “A sombra e a escuridão”. Foto: Richard Rhee

Estrelado por Michael Douglas e Val Kilmer, este filme é vagamente inspirado em fatos reais e conta a história de John Henry Patterson, um tenente-coronel britânico e engenheiro militar cuja missão é liderar a construção de uma ferrovia entre o Quênia e a Uganda, na região de Tsavo (um destino de safári pouco explorado pelos turistas que já recomendamos em nosso blog).

A missão de Patterson torna-se muito mais desafiadora graças aos ataques protagonizados por dois leões da região, um apelidado de Sombra e o outro de Escuridão, que chegam a matar um grande contingente de operários, algo bastante incomum. Os leões existiram de fato, e eram conhecidos como os leões assassinos de Tsavo. O motivo por trás deste hábito alimentar inusitado foi um grande mistério por anos, já que nós, humanos, não costumamamos ser a presa ideal destes grandes felinos. Caso queira saber mais sobre este mistério, sugerimos este artigo do Jornal Ciência.

1996 | Suspense, Drama | Dirigido por William Goldman, com Val Kilmer e Michael Douglas

Entre dois amores

Ngong Hills, no Quênia

Ngong Hills, no Quênia, foi um dos cenários do filme “Entre dois amores”.

“Entre Dois Amores” fez o mundo se apaixonar pelas planícies deslumbrantes do Quênia, inspirando inúmeras viagens ao Maasai Mara e contribuindo para uma nova popularização da moda de safári nas passarelas e grandes cidades. Estrelado por dois pesos-pesados do cinema, Meryl Streep e Robert Redford, o romance narra a história de Karen Blixen, uma aristocrata dinamarquesa que se muda para o Quênia a fim de acompanhar seu marido, um barão de café com quem ela se casou por conveniência. Por lá, sua vida toma rumos inesperados com a chegada de Denys Fynch Hatton, um caçador inglês que promete trazer muitos dilemas à aristocrata.

1985 | Drama, Romance | Dirigido por Sydney Pollack, com Meryl Streep e Robert Redford

Invictus

Robben Island, prisão em que Mandela passou 18 de seus 27 anos encarcerado

Robben Island, prisão em que Mandela passou 18 de seus 27 anos encarcerado. Foto: South African Tourism

Este filme é ambientado em 1995, quando a África do Sul venceu a Copa do Mundo de Rugby. Nelson Mandela foi o primeiro presidente negro de um país recém-democrático e os sul-africanos se uniram neste jogo icônico após décadas de separação racial. O filme é filmado no Ellis Park Stadium (agora conhecido como Emirates Airline Park Stadium), onde o jogo foi vencido. Robben Island, na Cidade do Cabo, também é um dos palcos do filme quando a equipe de rugby visita a cela da prisão de Mandela, onde ele passou 18 de seus 27 anos como prisioneiro.

2009 | Drama, cinebiografia, filme histórico  |  Dirigido por Clint Eastwood, Morgan Freeman e Matt Damon

Mandela: Longo caminho para a liberdade

Idris Elba como Nelson Mandela em produção cinematográfica de 2013

Idris Elba como Nelson Mandela em produção cinematográfica de 2013. Foto: Keith Bernstein

A história fascinante do revolucionário, presidente e ícone mundial Nelson Mandela é tão multifacetada que há várias formas de trazê-la às telas. Esta produção de 2013 dá ao ator Idris Elba a desafiadora missão de interpretá-lo. O roteiro acompanha a jornada de Mandela, partindo de suas origens humildes em uma vila rural, passando pelo seu envolvimento na luta contra o Apartheid e na criação do African National Congress Youth League, chegando a retratar suas quase três décadas como prisioneiro na Robben Island e seu momento de grande glória, quando tornou-se o primeiro presidente democrático da África do Sul. O filme é inspirado na autobiografia homônima de Mandela, publicada em 1994.

2013 | Drama, filme biográfico | Dirigido por Justin Chadwick, com Idris Elba e Naomie Harris

Diamante de sangue

Uma captura de imagem do filme “Diamante de Sangue”, filmado em Maputo. Foto: Chris Gallo

“Diamante de Sangue” se passa em Serra Leoa e expõe a brutalidade das minas de diamantes ilegais. Foi difícil filmar no país por conta de conflitos civis e problemas de infraestrutura. Como resultado, Moçambique e a sua capital, Maputo, serviram de cenário para o filme. As minas de diamantes ilegais e locais americanos foram filmados em cidades sul-africanas como a Cidade do Cabo e Port Edward em KwaZulu-Natal.

2006 | Aventura, drama, suspense | Dirigido por Edward Zwick, estrelado por Leonardo Dicaprio e Djimon Hounsou

Hotel Ruanda

Atriz Sophie Okonedo cercada por crianças no set de "Hotel Ruanda"

Uma captura de imagem do filme “Hotel Ruanda” em um campo de refugiados. Crédito da imagem: IMBD

Baseado na história verídica de Paul Rusesabagina, um gerente de hotel que abrigou centenas de ruandeses de etnia tutsi a fim de mantê-los seguros durante o genocídio do país, “Hotel Ruanda” foi filmado principalmente na capital, Kigali, enquanto algumas cenas também foram gravadas no assentamento informal de Alexandra, em Joanesburgo. O filme, que ganhou 13 prêmios diferentes entre 2004 e 2005, deixou um legado importante: o Fundo Internacional para Ruanda, criado pelos produtores de “Hotel Ruanda” em 2005, com a finalidade de apoiar os sobreviventes do genocídio.

2004 | Drama, guerra, histórico | Dirigido por Terry George, com Don Cheadle e Joaquin Phoenix

Sarafina! O Som da Liberdade

Foto tirada durante a gravação do filme "Safarina! O Som da Liberdade". Crédito da imagem: IMDB/British Broadcasting Corporation (BBC)

Foto tirada durante a gravação do filme “Safarina! O Som da Liberdade”. Crédito da imagem: IMDB/British Broadcasting Corporation (BBC)

“Safarina! O Som da Liberdade” narra a história de Safarina, uma jovem estudante natural do município de Soweto, que, nos anos 70, liderou uma revolta estudantil contra a introdução do africâner como língua oficial de ensino. Sua consciência política é ampliada graças ao trabalho de sua professora, Mary Masembuko – interpretada por Whoopi Goldberg 2 que não omite as opressões sofridas pelos africanos negros durante o regime do Apartheid e suas diversas restrições.

1992 | Musical, Drama | Dirigido por Darrell Roodt, com Whoopi Goldberg e Leleti Khumalo

O Último Rei da Escócia

Forest Whitaker interpreta ditador megalomaníaco em "O Último Rei da Escócia"

Cena do filme “O Último Rei da Escócia”, filmado em Uganda. Crédito da imagem:Blu-ray.com

Este filme é centrado em torno de Uganda durante a década de 1970, enquanto o país estava sob o regime brutal do ditador Idi Amin, conhecido por sua megalomania. Mantendo-se fiel à história, a maioria das cenas foi filmada em Kampala, capital de Uganda. Para se preparar para o papel, Forest Whitaker aprendeu a falar suaíli e até conheceu os irmãos de Amin para um relato em primeira mão de seu famoso e polêmico irmão. Curiosidade: Forest Whitaker se manteve no personagem em tempo integral por três meses, mesmo fora do set de gravação.

2007 | Drama, filme biográfico filme histórico | Dirigido por Kevin Macdonald, com Forest Whitaker e Gillian Anderson

Procurando Sugar Man

Este documentário vencedor do Oscar conta a história quase-que-inacreditável de um compositor e cantor mexicano-americano cujos dois primeiros discos foram um verdadeiro fracasso nos Estados Unidos mas que tornaram-se grandes hits na África do Sul, inspirando a luta contra o Apartheid. A obra narra a história de dois fãs sul-africanos que tentam descobrir mais sobre a história do misterioso artista Sixto Rodriguez.

2012 | Documentário | Produzido por Malik Benjelloul, Sixto Diaz Rodriguez e Stephen Segerman

Os deuses devem estar loucos

Uma comunidade tradicional vive feliz em um remoto deserto africano, mas tudo muda quando uma garrafa de Coca-Cola cai de um avião. Com membros da comunidade brigando pelo estranho objeto, o líder tribal Xi (N! Xau) decide levar a garrafa de volta aos deuses para restaurar a paz. Sua jornada até o “fim do mundo” eventualmente o leva a cruzar caminhos com uma cientista desastrada (Marius Weyers) e um bando de guerrilheiros que levam uma professora (Sandra Prinsloo) e sua classe como reféns. A produção foi filmada na África do Sul e no Botsuana.

1980 | Comédia | Dirigido por Jamie Uys com xau N e Sandra Prinsloo!


Se você conhece ou assistiu outros filmes rodados na África ou que falam sobre esse incrível continente, deixe um comentário abaixo e quem sabe juntos tentamos fazer uma sequência deste post?